Domingo, 13 de Setembro de 2009

12.09'09 - Entrevista para a Leute Heute (ZDF) // Video + Tradução

 

  

Parte 1
O vosso novo álbum vai ser lançado em Outubro, quão satisfeitos estão com o resultado?
Bill:
Estamos muito satisfeitos. É entusiasmante porque produzimos durante tanto tempo, trabalhámos tanto nisto. É como ser bebé, de certa forma não sabemos o que fazemos. Estás a fazer algo de que gostas e com o qual ficas contente e quando é a altura de ser lançado, ficamos muito nervosos. E estamos mesmo contentes com ele [o resultado], gastámos o nosso tempo, experimentámos coisas novas e estamos mesmo satisfeitos.

O título significa "humanóide", é algo pessoal ou... Como é que chegaram a esse título?
Tom
: É pessoal. "Humanóide" é algo que me acompanhou a mim e ao Bill em toda a nossa vida. É assim até hoje em dia. E apercebemo-nos quando escrevemos as músicas para o álbum que esse título fazia sentido.

Pela primeira vez o albúm será lançado em inglês e alemão, ao mesmo tempo, é diferente cantar em Inglês?
Bill:
Bem, era um desafio fazer as duas linguas desde o início, porque da ultima vez tivemos mais tempo, e traduzimos-as. E tivemos muito mais trabalho do que esperávamos, porque fizemos os textos em duas linguas e demora duas vezes mais. Por exemplo, os videos. Mas não queremos negligenciar nenhuma versão. Eu tive que me habituar a isso, mas nos dias de hoje... Estamos um pouco a voltar ao inicio, ao que fizemos no início. Quando começámos há 10 anos, tambem começamos em Alemão e Inglês. E agora estamos a fazer isso novamente. Sabe bem.


Como é ser famoso nos Estados Unidos e no Canadá?
Tom:
Claro que é muito bom. Quer dizer, esperamos ir ao máximo de países possiveis. E ainda não fomos ao Japão até agora, mas queremos. E é óptimo, claro. Nunca são países suficientes para nós.

Os fãs lá são diferentes?
Tom
: Eu acho que cada fã é diferente e acho que não conseguimos separá-los por países. Não podemos dizer que é assim no Canadá e assim na França.

Como foi a experiência de ser fotografado pelo Karl Lagerfeld para a Vogue?
Bill:
Foi uma boa experiência. É um dos sonhos que qualquer pessoa quer concretizar na sua vida e foi muito bom. Estava muito entusiasmado quando soube que o poderia fazer. Demo-nos muito bem e gosteu muito dele, foi bom trabalhar com ele. Foi uma boa sessão fotográfica.

Já sabias o que ele queria desde o início?
Bill:
Acho que podemos entender-nos todos muito bem, porque somos perfeccionistas. Eu sabia o que ele queria, e ele tamb+em.  Acho que foi a sessão fotográfica mais rápida que alguma vez fiz e correu muito bem.

Aconteceram certos problemas com perseguidoras, desde o último álbum. Essas coisas menos boas com as quais têm de viver?
Bill: 
São o lado mau das coisas, são coisas que o sucesso arrasta consigo e tens de viver com isso. É mesmo uma das coisas negativas.

Parte 2
As coisas estão melhores agora?
Bill:
Acho que nunca vai acabar.
Tom: Bem, estamos muito afastados e na realidade não queremos saber disso. Por causa disso é dificil decidir, mas o ano passado, quando produzimos o álbum, tentámos viver completamente em privado mas só depois percebemos que já era algo muito dificil.

Foste acusado de sar um soco a uma das perseguidoras. Como é que isso está agora? Continua?
Tom:
Sim, isso... Sim.

Gustav, foste atacado por uma garrafa de cerveja. Deve ter doído, não?
Gustav:
Sim, sim. Doeu.
Tom: Nós já tivemos outras coisas diferentes que nos doeram, para ser sincero. Brigamos diariamente e isso dói muito mais.

Como se diz, acho que tu, Georg, és o único que tem oficialmente uma relação?
Georg:
Sim, não apenas oficial. Sou o único que está ocupado.

E como é que os outros reagem a isso? Nada de novo?
Bill:
Para mim, antes dos Tokio Hotel... Sim, não havia relação nenhuma. Espero que isso mude algum dia. Gostava mesmo de dizer algo diferente, não sou rapaz de manter em segredo. É estúpido não contar. Espero que isso aconteça qualquer dia, claro.

Então, última pergunta. Antes vocês viviam completamente em privado: Sentem falta de tudo, dos concertos e isso?
Bill:
Bem, às vezes é bom não nos vermos todos os dias. E quando as pessoas só escrevem porcaria sobre nós, gostarias de te sentar, fazer música e isso. É a única coisa irritante. Estamos a fazer o álbum e queremos que as pessoas o oiçam um dia, por isso sentimo-nos bem por sair e ter o álbum pronto e... Não me conseguia imaginar a não fazer isto durante anos. Preciso disto. Quando não estás em palco por um longo espaço de tempo, queres muito fazê-lo de novo.

Post Feito Por: x_____x Liliana +.+ às 15:28
Link: x_____x | Deixa a tua marca x_____x | Favorito x_____x

^___^About Me ^___^


^___^ Perfil =)

^___^ ADD =)

. 28 seguidores

^___^Pesquisaa ^___^

 

^___^Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30


^___^Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

^___^Posts Recents ^___^

^___^ "Poder acordar todos os d...

^___^ Fanaction Schrei! Im Zimm...

^___^ TH News

^___^ Th News

^___^ TH News

^___^ Tokio Hotel

^___^ TH News

^___^ TH News

^___^ TH News

^___^ Th News

^___^Arquivo ^___^

^___^ Abril 2011

^___^ Outubro 2010

^___^ Junho 2010

^___^ Maio 2010

^___^ Abril 2010

^___^ Março 2010

^___^ Fevereiro 2010

^___^ Janeiro 2010

^___^ Dezembro 2009

^___^ Novembro 2009

^___^ Outubro 2009

^___^ Setembro 2009

^___^ Agosto 2009

^___^ Julho 2009

SAPO Blogs

^___^subscrever feeds